We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Opinião – Jardim da Europa

4 0 1
12.11.2018

Faço hoje sessenta e sete anos e vivo por Coimbra há 43 anos que foram tal como Procópio de Oliveira diz a propósito do Rio desta minha cidade:

“O Mondego vai passando;

O Mondego vai correndo;

Passa lento, vai descendo,

Banha as margens do Choupal.

Aos choupos conta segredos,

Tristes, tristes, do seu mal;

Tristes, tristes, como o mar!

Quem de noite ali for, ouve

O Mondego a soluçar…” (1)

Tal como diz o poeta, falando do Mondego, tive momentos tristes, mas nunca os fui contar aos choupos, e por isso nunca pus o Mondego a soluçar.

Sempre entendi que os desaires, manipulações, perfídias e traições são momentos que nos põem à prova e nos fazem sentir........

© Diário As Beiras